dd
• NOTÍCIAS
Mulher picada por abelhas é salva por cachorros
Adicionada: 01/05/2017
 



Ao ouvirem os gritos da mulher, os cães foram até o quarto do tutor e acordaram o homem, que foi socorrer a vítima



Na última quarta-feira, dia 26 de abril, por volta das 7 horas da manhã, uma mulher foi atacada por abelhas quando chegava em seu local de trabalho, em Campo Grande.

 

A mulher foi socorrida a tempo graças aos cachorros da residência onde trabalha como empregada doméstica.

 

Ao escutarem os gritos da mulher, cujo nome não foi divulgado, os cães foram até o quarto do tutor, que estava dormindo, e acordaram o homem. “Se não fosse os cachorros eu não teria acordado”, disse o Vítor Del Campo.

 

Só depois que foi acordado pelos cães foi que Vítor escutou os gritos da funcionária, que já estava sendo atacada pelas abelhas. “Os meus cachorros começaram a latir e pular na cama. Eu acordei e ouvi ela gritando. Eu sai para tentar ajudar, mas não conseguia me aproximar, eram muitas abelhas”, contou ele.

 

O homem imediatamente ligou para o Corpo de Bombeiros e recebeu a orientação de ajudar a mulher jogando água, cobertores e inseticidas enquanto aguardava chegar o socorro.

 

Como não conseguiu se aproximar muito, Vítor fez os procedimentos de longe e mesmo assim também recebeu picadas. Os cães também foram picados pelas abelhas e chegaram a passar mal.

 

A mulher foi socorrida no local pelo Corpo de Bombeiros, que precisaram usar roupas de apicultor para retirá-la do local, e levada para atendimento médico na unidade de saúde do bairro Tiradentes. De acordo com os militares, a mulher levou pelo menos 200 picadas no rosto, tronco e braços.

 

Segundo Vítor, ele mora no mesmo local há 15 anos e nem ele, nenhum funcionário e nem mesmo os animais nunca tinham tido problemas com abelhas.



Fonte: Portal do Dog - Foto: Reprodução / Marcos Ribeiro/ G1 MS
 

Versão para impressãoVersão para impressão Enviar para amigoEnviar para amigo
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.