dd
• NOTÍCIAS
Ressaca arrasta bar flutuante por cinco quilômetros em SC
Adicionada: 11/08/2017
 



Estrutura foi levada pelo mar de Porto Belo para Itapema. Donos calculam prejuízo de mais de R$ 30 mil.



Um bar flutuante foi arrastado de Porto Belo para Itapema, no Litoral Norte catarinense, após uma ressaca no mar. A estrutura foi encontrada a cinco quilômentros de distância do local original na manhã desta sexta-feira (11). Os proprietários estimam que o prejuízo chegue a mais de R$ 30 mil. Não houve feridos.

 

O bar ficava na praia do Caixa d'Aço e foi levado pelas águas até Meia Praia. Conforme um dos proprietários, a estrutura estava fundeada em um local até então considerado seguro.

 

Entretanto, a ressaca já havia arrebentado durante a semana uma das quatro cordas que mantinha o estabelecimento preso. Com isso, há dois dias, todas as cordas foram trocadas.

 

Os donos acreditam que o bar tenha se despreendido por volta da meia-noite. Pessoas que estavam na orla da praia de Itapema informaram que chegou em Meia Praia às 5h.

 

A prefeitura de Porto Belo, por meio da Secretaria de Obras, ajudou a tirar os móveis de dentro do local com uma caçamba.

 

A ideia dos proprietários é remover a estrutura do bar para mais próximo da areia para evitar novos arrastões. Eles querem reformar o bar no local e levá-lo para o Caixa d'Aço quando o mar ficar mais calmo.

 

A Capitania dos Portos de Itajaí afirmou que a marinha tem cinco dias para apurar como esse barco foi parar em Itapema.

 

 

Ondas gigantes

 

Até domingo (13) segue o alerta para o mar no Litoral de Santa Catarina. Há previsão de ondas gigantes, na casa de 3 a 4 metros. A navegação de embarcações de pequeno e médio porte não é aconselhada.

 

"A intensidade dessa ressaca não chega ser fora da intensidade de outras, mas o que mais chama atenção é a quantidade de dias com ondas muito grandes. O fato de ter dois sistemas meteorológicos atuando no mar, o ciclone e a alta pressão, ajuda a explicar essa maior quantidade de dias visto que esses sistemas avançam muito lentamente sobre o mar", explica o meteorologista Leandro Puchalski.

 

A navegação de pequenas e médias embarcações não é aconselhada nestes dias.

 

Por causa da ressaca, é preciso ter "atenção para edificações, infraestruturas, vias e áreas vulneráveis à erosão, inundações costeiras e proteger embarcações e apetrechos de pesca", informou a Defesa Civil.



Fonte: G1/SC - Foto: Bianca Ingletto/RBS TV
 

Versão para impressãoVersão para impressão Enviar para amigoEnviar para amigo
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.