• Leia mais notícias de ESPORTES
FIVB confirma grupos, e Brasil conhece caminho em busca da vaga para Tóquio
Adicionada: 08/01/2019
 



Entidade confirmou expectativas no anúncio dos grupos dos pré-olímpicos para 2020



A Federação Internacional de Vôlei anunciou nesta terça-feira os grupos dos torneios pré-olímpicos, que darão as primeiras vagas para os Jogos de Tóquio. A entidade confirmou as previsões, nos dois naipes, respeitando as posições de cada equipe nos rankings. Ainda não há, porém, confirmação das sedes das disputas – a divulgação deverá ocorrer no fim de janeiro.

 

As 24 seleções foram divididas em seis grupos. O vencedor de cada um deles garantirá a classificação para Tóquio. As equipes que não se classificarem terão mais uma chance nos Pré-Olímpicos continentais, que serão disputados em 2020. O Japão, por ser país-sede, já está classificado.

 

No masculino, o Brasil, atual campeão olímpico e líder do ranking, vai enfrentar Egito, Bulgária e Porto Rico. A disputa será entre os dias 9 e 11 de agosto.

 

No feminino, o Brasil encara República Dominicana, Camarões e Azerbaijão. A disputa será entre os dias 2 e 4 de agosto.

 

 

 

Confira os grupos de cada torneio:

 

 

Masculino

 

- Grupo A: Brasil, Egito, Bulgária e Porto Rico

 

- Grupo B: EUA, Bélgica, Holanda e Coreia do Sul

 

- Grupo C: Itália, Sérvia, Austrália e Camarões

 

- Grupo D: Polônia, França, Eslovênia e Tunísia

 

- Grupo E: Rússia, Irã, Cuba e México

 

- Grupo F: Canadá, Argentina, Finlândia e China

 

 

 

Feminino

 

- Grupo A: Sérvia, Porto Rico, Tailândia e Polônia

 

- Grupo B: China, Turquia, Alemanha e República Tcheca

 

- Grupo C: EUA, Argentina, Bulgária e Cazaquistão

 

- Grupo D: Brasil, República Dominicana, Camarões e Azerbaijão

 

- Grupo E: Rússia, Coreia do Sul, Canadá e México

 

- Grupo F: Holanda, Itália, Bélgica e Quênia



Fonte: Globo Esportes | Foto: Reuters
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.