• Leia mais notícias de SOCIAL
23ª edição do Café Empresarial traz CFO Mercosul Kellogg's Parati
Adicionada: 27/02/2019
 



O bate papo foi acompanhado por cerca de 90 pessoas.



Com uma carreia profissional de 34 anos de experiência, onde 23 deles foram dentro da Kellogg’s, Roberto Andrade, CFO Mercosul Kellogg’s Parati, contou, na manhã desta terça-feira (26), a sua trajetória pessoal e profissional na 23ª edição do Café Empresarial da Associação Empresarial de São Lourenço do Oeste (Acislo). O bate papo foi acompanhado por cerca de 90 pessoas.

 

Além de questões pessoais e de formação, Andrade falou sobre o processo de compra da Parati, ética, integridade, respeito, trabalho em equipe, importância do mentor, resiliência e adaptação. Falou ainda que Kellogg’s fabrica 1800 tipos de comida, está presente em mais de 180 países e fechou 2018 com um faturamento global de mais de 13 bilhões de dólares.

 

Fora isso, Andrade frisou o processo de integração entre as duas companhias. “Na compra da Parati, foi assumido o compromisso de dar continuidade ao legado e acelerar o crescimento”. Para isso, a estratégia foi desenvolver o melhor de cada empresa e tornar uma organização única, com um portfólio variado. 

 

Andrade falou também dos investimentos feitos após a compra da Parati. O maior teria sido os R$ 215 milhões na nova estrutura em São Lourenço do Oeste. “Essa foi a mensagem de que a Kellogg’s veio para ficar”. Na esteira disso, a companhia investiu no marketing, vendas, lançamentos de produtos, transferência da central de empacotamento, linha de barras e extrusados para São Lourenço do Oeste. “Muita coisa foi feita graças ao pessoal da Parati”, reconhece.

 

Repetindo que o Café Empresarial é um dos mais importantes eventos realizados pela associação, Marcio Nierotka, presidente da Acislo, frisa que a entidade cumpre com o papel de proporcionar momentos de aprendizado e troca de experiências. “É um momento único para o empresariado”, avalia.

 

Além de valorizar a trajetória do empresário, Nierotka afirma que o Café Empresarial permite o desenvolvimento das pessoas que participam. “Acredito que estamos no caminho certo, pois o auditório mais uma vez estava lotado”, observa.

 

 

Manutenção

 

Defensor do formato, o presidente da Acislo adianta que o Café Empresarial permanece no cronograma de eventos da entidade. “O papel da associação é buscar oportunidades e formações para o empresariado”, disse prevendo novas edições do evento ao longo da gestão.

 

 



Fonte: Assessoria de Comunicação ACISLO | Foto: ACISLO
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.