• Leia mais notícias de GERAIS
Celesc alerta clientes sobre golpes com faturas
Adicionada: 02/06/2019
 



Em alguns casos, os golpistas dizem que a quantia precisa ser depositada para que o usuário não tenha seu fornecimento de energia suspenso



Nos últimos dias, alguns clientes de diferentes regiões do Estado relataram o recebimento de telefonemas e de e-mails, falsos, para cobrança de fatura de energia elétrica.

 

Nas ligações a pessoa alega ser da 4ª Vara Federal e informa ao cliente da Celesc que "há uma notificação por o padrão de energia elétrica não ter sido substituído por um padrão digital", além de relatar cobrança de débitos e multa junto à Celesc. Os golpistas dizem que a quantia precisa ser depositada para que o usuário não tenha seu fornecimento de energia suspenso.

 

Já por e-mail, são enviadas faturas de energia elétrica muito similares às verdadeiras, porém a partir de um domínio que não é da Empresa, cujo beneficiário também não é a Celesc e a instituição financeira para cobrança não é o Banco do Brasil.

 

Para evitar possíveis transtornos originados por golpes, a Celesc reforça que não cobra pendências jurídicas ou comerciais por telefone, nem solicita depósito em conta. Também alerta aos clientes que optaram por receber suas faturas por e-mail para que estejam atentos a alguns detalhes da mensagem que chega em seu endereço eletrônico, como:

 

 

- O e-mail que enviou a nota deve ser o oficial da Celesc (celesc-fatura@celesc.com.br);

 

- O banco arrecadador deve ser o Banco do Brasil;

 

- O beneficiário do pagamento deve ser Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc).

 

 

Nunca clique em links suspeitos e, na dúvida, entre em contato por meio dos canais oficiais de atendimento:

 

- Agência Web neste link

 

- Comercial: 0800 48 0120

 

- Emergência: 0800 48 0196



Fonte: Secom - Foto: Ilustrativa
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.