• Leia mais notícias de SAÚDE
Em dois anos, Fundação Hospitalar sedia mais de 6,4 mil procedimentos oftalmológicos
Adicionada: 06/06/2019
 



Segundo o presidente da Fundação Hospitalar, Valentim Casagrande de Macedo, mais importante que o resultado financeiro é o atendimento prestado a população. 



De junho de 2017 a maio de 2019, a Fundação Hospitalar São Lourenço sediou sete mutirões oftalmológicos – três realizados via Estado e quatro via Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Santa Catarina (CIS-Amosc). No total, foram 6.444 cirurgias realizadas. Sendo 5.202 de cataratas, 198 de pterígio, 33 de capsulotomia e uma de vitrectomia.

 

Segundo o presidente da Fundação Hospitalar, Valentim Casagrande de Macedo, mais importante que o resultado financeiro é o atendimento prestado a população. “Esses mutirões começam a despertar o interesse para que outros procedimentos sejam sediados pela entidade hospitalar”, disse ele frisando que, visualizando essas possibilidades, a direção tem a preocupação de oferecer as condições necessárias para que isso ocorra.

 

Prova disso é que em breve deve ser iniciada a obra de reforma e construção de um espaço para atendimento pré e pós-operatório oftalmológico. A intenção é criar um espaço que garanta o acolhimento dos pacientes sem que interfira na rotina do hospital. Quando não houver mutirões, a ideia é que o ambiente auxilie em outros atendimentos de especialidades.

 

“Quando o hospital presta serviços para a sociedade, ele passa a ser visto diferente pelas instituições governamentais. Se o hospital não tem uma demanda maior de serviços, ele fica qualificado como sem vocação”, disse o presidente explicando que não é o caso da Fundação Hospitalar. A ideia é que num futuro próximo o hospital se torne referência em Oftalmologia, por exemplo.

 

De acordo com o presidente da entidade hospitalar, ao abrir as portas para esse tipo de ação o hospital está cumprindo com o papel de colaborar com a melhoria da saúde. “Claro, a entidade ganha financeiramente com isso também, mas é uma satisfação saber que essas pessoas poderão diagnosticar e resolver esses problemas de visão”, afirma frisando também a parceria e o apoio da Casaredo que é parceria nos mutirões com a doação do lanche para os pacientes. No último mutirão, por exemplo, pacientes de 17 municípios da região foram atendidos. 



Fonte: Fundação Hospitalar - Foto: Assessoria
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.